skip to Main Content
Importação De Drones – Conheça A Tributação Necessária Para Realizar Essa Transação!

Importação de drones – Conheça a tributação necessária para realizar essa transação!

A importação de drones é algo que pode trazer bastante lucro para empresas que comercializam produtos desse mercado, mas é importante entender a tributação antes de começar!

O conhecimento sobre a tributação que está por trás da importação de drones de muitos empreendedores é limitado, o que significa que, caso você queira investir nesse mercado e ter sucesso, é preciso pesquisar bastante sobre o assunto!

Hoje, você saberá tudo o que precisa a respeito do assunto, e poderá investir sem medo no mercado de drones. Ficou curioso e quer conhecer mais? 

Sem problemas! Confira o conteúdo que preparamos para você!

Importação de Drones – como funciona a tributação?

A importação de Drones em si é complicada, porque a Receita Federal não utiliza esse termo propriamente dito, já que o conceito de drones é bem vasto, e varia desde brinquedos voadores controlados remotamente até aeronaves não tripuladas de uso militar. Por isso, é preciso estar atento ao tipo de VANT – Veículo Aéreo Não Tripulado ou ARP – Aeronave Remotamente Pilotada.

É um processo bastante burocrático, porém necessário, pois controla a entrada de drones no país e, pelo menos em tese, garante que equipamentos que podem ser utilizados para combate não estejam voando pelos céus, colocando as pessoas em risco.

Por exemplo: quando falamos de drones para recreação, ou seja, brinquedos e aeromodelos, o regime de tributação é o RTE – Regime de Tributação Especial, e não requer autorização prévia da ANAC, a Agência Nacional de Aviação Civil. 

Logo, o que determina a tributação é a finalidade do uso – se o drone é recreativo ou não.

Produtos recreativos podem ser importados normalmente como bagagem dentro do RTE.

59886642 1460391370769409 8977543162692108288 N (4) - Contabilidade na lapa - SP | Master Consultores

Os impostos que você paga na Importação de Drones

A importação de Drones em si é complicada, porque a Receita Federal não utiliza esse termo propriamente dito, já que o conceito de drones é bem vasto, e varia desde brinquedos voadores controlados remotamente até aeronaves não tripuladas de uso militar. Por isso, é preciso estar atento ao tipo de VANT – Veículo Aéreo Não Tripulado ou ARP – Aeronave Remotamente Pilotada.

A taxa de homologação de um drone do tipo VANT é de atualmente R$ 200,00 para uso pessoal e de R$ 500 para uso comercial, e a homologação é obrigatória, já que os drones são automaticamente retidos no aeroporto pela ANAC e ANATEL, pois utilizam rádio transmissores.

Os impostos são de 60% sobre o valor do produto, caso o mesmo ultrapasse US$ 50,00. Alguns estados ainda cobram ICMS, cobrado mediante a soma do valor do produto e outros encargos eventuais.

Agora que você já sabe como funciona a importação de Drones, entre em contato conosco para entender como abrir a sua empresa no mercado de drones e receber a orientação necessária para ter sucesso com o seu negócio!

Somente uma contabilidade com experiência no mercado de drones poderá te ajudar a alcançar grandes resultados e aumentar os seus lucros.

Quero Agendar Uma Reunião - Contabilidade na lapa - SP | Master Consultores

 

 

 

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Back To Top